Publicado em 11/12/2019 às 22h31 | 858 visualizações |

Sob protesto, deputados votam PEC na CCJ a portas trancadas

 

Após audiência pública os deputados seguiram para a sala da CCJ onde discutiram as propostas apresentadas da PEC da Previdência.

A sessão ocorreu à portas fechadas e os servidores não tiveram acesso a  acompanhar a votação. Ocuparam os corredores da sala da Assembleia enquanto aguardavam portas trancadas onde os servidores não tiveram a oportunidade de acompanhar durante a sessão seria a sessão da ccj o resultando e insistindo em entrar para, pelo menos ouvir a discussão.

Após a votação a PEC seguidores para apreciação no plenário, que foi aprovado por24 votos favoráveis, 4 contrários e 2 faltosos.

Professora Paulina Almeida, presidente do Sinte-PI, lamentou a truculência com que os servidores foram recebidos com um forte aparato policial, comparando com uma ditadura, uma repressão contra os servidores públicos que estão reivindicando seus direitos, inclusive dos próprios policiais militares que estavam lá a mando do presidente da casa.

Aconteceu a sessão conjunta da ccj e comissão de administração e aprovaram a PEC que já seguiu direto para o plenário, onde os servidores não tiveram acesso em nenhum momento a sala de votação e os as comissões aprovaram todos os as emendas que foram feitas foram rejeitadas todas rejeitadas pelos deputados.

Conquista dos servidores foi a retirada da contribuicão extra que não tinha nem percentual e nem prazo definido para findar.

Os demais pontos foram mantidos de forma bem piorada à do governo federal.

Enquanto os representantes das entidades de servidores estavam dentro da Assembleia Legislativa acompanhando a tramitação da PEC, os servidores que foram barrados passaram por um início de tumulto na parte externa da Assembleia Legislativa ao tentarem entrar no plenário para acompanhar a votação e foram impedidos inclusive com força policial fortíssima com tropa de choque e tudo contra os servidores , inclusive chegaram a usar bomba de gás lacrimogêneo e spray de pimenta, a tropa de choque foi acionada para unibir os servidores.

Tags

sem tags

Mais de Local