Publicado em 04/07/2022 às 17h02 |

Segundo painel da Jornada de Formação sobre o Novo Ensino Médio será realizado nesta terça (5)

Tema: "O ensino médio integrado na contrarreforma, a customização neoliberal da formação integral, o empreendedorismo curricular e os desafios para a juventude brasileira".

 

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) promove na próxima terça (5), às 19h, o segundo painel da Jornada de Formação e Debate sobre o "Novo Ensino Médio". O evento será realizado online pela plataforma Zoom. O tema dessa edição será: "O ensino médio integrado na contrarreforma, a customização neoliberal da formação integral, o empreendedorismo curricular e os desafios para a juventude brasileira".

As incrições estão encerradas. Evento é direcionado para os/as secretários/as de assuntos educacionais e interessados/as pelo tema, que pertençam aos sindicatos filiados à CNTE.

Saiba mais sobre a Reforma do Ensino Médio

A partir de janeiro deste ano, e gradualmente até 2024, começou a ser aplicada em todo o país a reforma do Ensino Médio, aprovada pelo então presidente, Michel Temer (MDB), que aprovou mais duas reformas que jogaram o país na informalidade e no desemprego: a reforma da Previdência e Trabalhista. Na prática, esse "Novo Ensino Médio" traz aos alunos formações precárias com cursos de curta duração e aulas por vídeo conferência.

Em carta aberta, a CNTE se posicionou pela revogação da Reforma do Ensino Médio (Lei 13.415/2017). O documento, assinado por diversas organizações e movimentos da educação, foi publicado no dia 8 de junho e apresenta 10 razões que evidenciam o caráter antidemocrático desta Reforma, que é um projeto de educação avesso à equidade e ao combate das desigualdades sociais e educacionais.

Para o pesquisador de políticas educacionais, Fernando Cássio, professor da Universidade Federal do ABC (UFABC), "a reforma do Ensino Médio é um dos piores retrocessos da história do Brasil que pode produzir o aumento da desigualdade entre estudantes mais ricos e mais pobres" - leia a matéria e veja mais detalhes.

Mais notícias