Publicado em 14/09/2020 às 19h58 | 1845 visualizações |

Mão Santa vira réu na Justiça por chamar professoras de “galinhas cacarejadoras”

Ação movida pelo SINTE-Parnaíba cobra danos morais coletivos no valor de R$ 70 mil

 

O prefeito da cidade de Parnaíba, Mão Santa (DEM), foi intimado pelo juiz Heliomar Rios Ferreira, da 1ª Vara Civil de Parnaíba, para prestar esclarecimentos no processo movido pelo Sindicato dos Professores da Educação Básica do Piauí (SINTE/PI). Mão Santa é réu no processo, após chamar as professoras da rede municipal de Parnaíba de “galinhas cacarejadoras”. O ato foi gravado em vídeo e amplamente divulgado nas redes sociais no mês de outubro de 2019.

Na época, os professores das escolas municipais de Parnaíba realizavam protestos reivindicando melhorias salariais. Insatisfeito com as reclamações, o prefeito publicou um vídeo afirmando que não seria intimidado por “galinhas cacarejadoras”, se referindo às professoras. “Não adianta cacarejar, os fracassados. Não vai me intimidar, galinhas cacarejadoras. A verdade prevalece, o saber vence a ignorância”, afirmou Mão Santao no vídeo.

A declaração de Mão Santa gerou revolta na categoria e o Sinte divulgou nota de repúdio e entrou com uma ação civil por danos morais coletivos no valor de R$ 70 mil. O prefeito terá que se explicar na justiça. 

“É repugnante e lamentável ver que um gestor destrata as servidoras da educação sem qualquer brio ou decoro, em observância à sua condição de autoridade pública [...] não é a primeira vez que tal fato acontece, Mão Santa, durante uma solenidade numa escola, chegou a chamar as professoras de ladras e vagabundas, e agora de 'galinhas cacarejadoras”, finaliza a nota do SINTE/PI.

Fonte: TJ-PI

Tags

sem tags

Mais de Local