Publicado em 14/05/2020 às 17h40 | 707 visualizações |

SINTE-PI apoia o movimento Adia ENEM

 

A insistência do governo Jair Bolsonaro em manter as datas do Enem, apesar da pandemia do novo coronavírus e, consequentemente, com o fechamento de escolas, vai na contramão do restante do mundo. Em 20 países, exames do mesmo tipo foram adiados, cancelados ou substituídos por outra forma de avaliação.

O SINTE-PI convoca a categoria para que, virtualmente, todos possam repudiar a decisão do Ministério da Educação e pedir o Adiamento do Enem 2020. Será 15 de maio a manifestação virtual pelo adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Use a hashtag #AdiaENEM em todas as suas postagens em redes sociais.

Junte-se a nós, e defenda o direito de acesso ao ensino superior para todos e todas, inclusive alunos das escolas públicas. Entendemos que adiamento não é cancelamento. Para isso, basta publicar fotos em suas redes sociais com cartazes escrito: #AdiaENEM, usar essa hashtag e participar desse movimento.

Se os estudantes estão sem aulas devido a pandemia do Covid-19, não tem disputa leal na realização do Enem. As condições de concorrência são gigantescas. OS números confirmam esta injustiça social.

  • 80% dos estudantes matriculados no ensino médio são de escolas públicas estaduais, que estão com as aulas suspensas.
  • 70% das residências das classes “D” e “E” estão afastadas do mundo virtual, sem acesso à internet.
  • 40% dos alunos não possuem espaço específico e adequado para estudo domiciliar.
  • 4,8 milhões de crianças  adolescentes de 9 a 17 anos de idade vivem em domicílios sem acesso à internet no Brasil
  • 11% da população dessa faixa etária não é usuária de internet – não acessando a rede nem em casa e nem em outros lugares.

Manifeste-se, defenda o direito de educação a todos!

Mais de Local