Publicado em 26/11/2020 às 17h52 | 334 visualizações |

Dia Internacional da Não violência contra mulher é marcado por Ato no TJ

 

No Dia Internacional da Não Violência contra a mulher, o Fórum de Mulheres Piauienses realizou um Ato em frente ao prédio do Tribunal de Justiça do Piauí. A secretária da Mulher trabalhadora em educação, Antônia Ribeiro, esteve presente representando as mulheres educadoras.

O Ato contou com a participação de mulheres e homens que fazem parte dos movimentos sociais, sindicais e organizações de mulheres na defesa dos direitos humanos, em especial da mulher e negra.

O Ato cobrou um posicionamento e a celeridade no julgamento dos casos de feminícidos ocorridos no Piauí, muito deles sem resolução.

A secretária de mulheres do SINTE-PI, Antonia Ribeiro, destacou a importância do julgamento dos agressores nos casos de feminicídios. “A violência contra a mulher vem aumentando a cada dia, o feminicídio também. Queremos que os culpados sejam julgados, queremos justiça para as mulheres que sofrem todos os tipos de violência, queremos denunciar a impunidade desses agressores, estamos reivindicando que os processos sejam desengavetados, queremos que seja dada a punição devida aqueles que cometeram quaisquer que tenha sido o crime contra as mulheres, basta de violência contra as mulheres, queremos respeito, dignidade, não abrimos mão dos nossos direitos e nem tão pouco de nossas vidas", finalizou Antonia.

Destacamos que as mobilizações continuam de forma virtual com a Campanha 16 dias de ativismo de Não Violência contra a mulher.

Aqui no Brasil, desde 2016 os 16 dias se tornaram 21 dias de ativismo, que começou no dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra e irá encerrar dia 10 de dezembro, que é Dia dos Direitos Humanos.

 

Fotos: CUT-PI

Mais de Local