Publicado em 01/09/2020 às 11h10 | 411 visualizações |

"É uma afronta", diz presidente do Sinte-PI sobre teste toxicológico

Proposta em análise na Câmara dos Deputados gera revolta entre os professores

 

Professores da rede pública de ensino podem ser obrigados a realizar teste toxicológico anual, é o que propõe um projeto de lei do deputado federal Marcelo Brum (PSL-RS).

A proposta ainda está em análise na Câmara dos Deputados, mas já gera revolta entre os professores, que consideram a medida um descaso com a categoria.

“O que precisa mesmo é valorização dos profissionais de educação, porque nós sabemos que é a partir dessa valorização que um país, um município e um Estado tem condições de promover o desenvolvimento, porque todas as profissões passam pelas mãos dos profissionais de educação, dos professores”, declarou a Presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado do Piauí (SINTE-PI), Profª Paulina Almeida.

O exame seria obrigatório no momento da contratação dos docentes e exigido anualmente, a fim de atestar se o profissional faz uso de entorpecentes como maconha, crack, cocaína e outras drogas ilícitas.

O deputado defende a extrema importância dos professores no combate ao uso de drogas entre os alunos, e que por esse motivo eles mesmos não podem ser usuários. A medida não teria aplicação de pena, se confirmado o uso de entorpecentes, mas o profissional seria encaminhado para tratamernto sem prejuízo de sanções administrativas.

Os profissionais da educação, no entanto, entendem a proposta como desconfiança e descaso por parte dos deputados para com os trabalhadores da rede pública de ensino.

“Eu entendo que o Governo Federal e boa parte dos deputados pegaram os profissionais de educação para julgar o tempo inteiro, porque já tiraram recursos da educação e agora vem com essa proposta de desconfiar dos trabalhadores em educação da rede pública do nosso país. Então nós consideramos que isso é uma afronta aos profissionais de educação da rede pública”, finalizou a presidente do SINTE-PI.

 

Fonte: Viagaora

Tags

sem tags

Mais de Local