Publicado em 17/07/2020 às 23h17 | 597 visualizações |

Seduc avalia retorno das aulas com metade dos alunos presencial e outra à distância

 

Segundo a Seduc, a secretaria ainda trabalha nos protocolos e conversa com gestores de escolas, para bater o martelo sobre como essa retomada acontecerá

Com a possibilidade de reabertura das escolas no dia 22 de setembro, a Secretaria de Educação do Piauí (Seduc) prevê para o retorno das aulas presenciais no estado a implantação de um “modelo híbrido” – com parte da turma presencial e a outra ainda em ensino à distância – com divisão de alunos em dois ou três grupos.

Segundo a Seduc, a secretaria ainda trabalha nos protocolos e conversa com gestores de escolas, para bater o martelo sobre como essa retomada acontecerá. Nos próximos dias as regras detalhadas para a volta às aulas deverá ser divulgada. Até o momento, se estabeleceu a necessidade de quatro protocolos para a possibilidade de reabertura das redes de ensino: sanitário, pedagógico, RH, contingência.

“Primeiro é o protocolo sanitário, pois devemos cuidar da vida. Depois o protocolo pedagógico, para o estudante recuperar a aprendizagem. Segue o protocolo de RH para cuidar dos profissionais e grupos de risco. Por último o protocolo de contingência, porque a escola é um ambiente de aglomeração, temos que estar preparados se houver contaminação, nada poderá ser aleatório”, disse o secretário. 

 

No dia 7 de julho, o governador Wellington Dias, tomou a decisão de colocar a educação para última etapa da flexibilização de setores. Isso porque apenas a rede estadual de ensino compreende 650 escolas, anexos, gerências regionais, polos da Uapi, centros especializados. Um total de 228 mil estudantes e mais os profissionais.

Fonte: Oitomeia

Mais de Local