EDITORIAL: Descaso, desrespeito e desvalorização não vamos aceitar – SINTE PIAUI
Você está aqui
EDITORIAL: Descaso, desrespeito e desvalorização não vamos aceitar Destaques Informativos Notícias 

EDITORIAL: Descaso, desrespeito e desvalorização não vamos aceitar

*Editorial do Programa A Voz da Educação do dia 03 de fevereiro de 2018

Descaso, desrespeito, desvalorização, são alguns dos adjetivos que o governo do estado deve pensar quando trata dos servidores públicos, principalmente os da educação. Para ilustrar a afirmação acima, podemos citar dois casos de total desrespeito para com os servidores públicos da rede estadual.

O primeiro deles é o não cumprimento da lei do piso, que é uma Lei Federal e diz que a cada mês de janeiro os gestores estaduais e municipais devem reajustar os salários dos profissionais da educação de acordo com o índice anunciado pelo Ministério da Educação (MEC), que é baseado no custo aluno. Acontece que a maior parte dos gestores não faz a menor questão de cumprir a lei do piso.

Ora, até onde sabemos todo e qualquer gestor, seja ele municipal ou estadual, deve minimamente conhecer e fazer cumprir a lei. Mas parece que o governador do Piauí não sabe disso.

Cumprir a Lei do piso é mínimo de organização que se espera do gestor. Se a administração do gestor não é transparente ou não tem suas contas organizadas, como pode planejar e programar os reajustes previstos em lei, se nem mesmo ele se importa? É isso que pensamos: falta gestão e administração transparente para com os recursos do estado e da educação.

O segundo caso de desrespeito foi a redução salarial do contracheque dos servidores do estado. Além da redução dos salários, o governo aumentou a taxa de contribuição previdenciária para 14%.

A redução dos salários foi tão grosseira, que o vencimentos de muitos servidores do cargo operacional de serviço ficou abaixo do salário mínimo, o que pela constituição federal é ilegal.

Então o governo do Piauí está ilegal! Ilegal é quem não cumpre a lei.

Os trabalhadores/as em educação querem respeito, o cumprimento da lei e a valorização dos profissionais da educação, por uma educação pública de qualidade e socialmente referenciada.

O número de estudantes da rede estadual de educação aprovados no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) para este ano está cada vez mais crescente.  E aqui queremos parabenizar os professores, professoras, corpo técnico e funcionários das escolas públicas, pois parte deste sucesso vem do trabalho árduo e sacrifício destes profissionais para oferecer o melhor para seus alunos e alunas.

Ao mesmo tempo lamentamos que o governo do estado nem se preocupa com a qualidade do ensino. Quantas e quantas vezes denunciamos escolas sem condições de funcionamento, transporte escolar inexistente, falta de merenda escolar e até mesmo falta de professores.

Mas graças ao compromisso e empenho dos profissionais da educação, nossos alunos conseguem se destacar. E muito mais queremos ver esse sucesso.

Por isso, o Sinte-PI está na luta. No dia-a-dia, buscando melhorias para a escola pública, cobrando dos gestores melhorias das escolas, condições de trabalho decente e principalmente formação e valorização profissional.

Acima de tudo queremos respeito pelos profissionais da educação.

Vem defender a educação. Essa luta não é só dos trabalhadores. É de toda a sociedade. Unidos conquistaremos mais.

O Sinte somos nós, Nossa força, Nossa voz!//

Por: Gleydjane Moura

Artigos Relacionados